Bairro de Sapucaia recebe mais uma etapa da Caravana Social; Prefeitura de Timbaúba levou serviços de diversas Secretarias para os moradores da comunidade

Notícias

Mais uma etapa da Caravana Social foi realizada nesta quarta-feira (3) pela Prefeitura de Timbaúba. Dessa vez, os moradores do Bairro de Sapucaia tiveram acesso a serviços de várias Secretarias. Os serviços de atendimento ao público foram realizados na Academia de Saúde.

A equipe do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) fez o mapeamento das situações de vulnerabilidade no território. Já a equipe do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) realizou a identificação de violações de direitos das crianças, adolescentes, mulheres e idosos vítimas de violência no território.

Atendimento médico em geral como Exame Citológico, atendimento odontológico, vacinação, Teste Rápido (HIV, Sífilis e Hepatite B e C), auriculoterapia, massoterapia e nutricionista foram oferecidos à população por meio da Secretaria de Saúde.

Houve uma grande procura na Academia da Saúde para emissão de documentos como: Carteira de Identidade, Reservista, Carteira do Idoso e Cartão do SUS. A população também teve a oportunidade de fazer a Atualização Cadastral do Programa Bolsa Família e ter atendimento da equipe do PROCON (Programa de Orientação e Proteção ao Consumidor).

O desbloqueio e reversão de bloqueio de benefícios, emissão de Comprovante do Número de Identificação Social (NIS) e orientações sociais sobre benefícios eventuais como cesta básica e enxoval também foram serviços levados para os moradores da comunidade.

O Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) levou oficinas de artesanato para as crianças, adolescentes e idosos do Bairro de Sapucaia.

As Secretarias de Assistência Social, Edjane Felinto, e de Saúde, Janalisse Mendes; os vereadores Tarcísio Batista e Zito Andrade também prestigiaram a Caravana Social do Bairro de Sapucaia.

A ação realizada pela Prefeitura de Timbaúba é muito importante para aproximar os moradores dessas comunidades de serviços essenciais.